Equipe 10
4 fatores que sustentam a estimativa de alta produção nesta segunda safra de milho
14/maio/2019

O Rally da Safra 2019 voltou a campo em 5 de maio para avaliar as lavouras de milho safrinha no Médio-Norte e no Oeste do Mato Grosso. Uma análise preliminar permite listar quatro fatores que sustentam a expectativa de alta produtividade.

Em vídeo, o coordenador da Equipe 10 do Rally da Safra 2019, André Debastiani, lista e explica as principais destaques da segunda safra de milho no Mato Grosso. Assista abaixo. Outros relatos técnicos podem ser vistos, também, no canal da expedição no YouTube.

1. Os produtores comercializaram uma boa parcela da safra antecipadamente…

Os agricultores comercializaram uma parcela significativa da safra antecipadamente, garantindo um patamar de preços remunerador. Isso garantiu, os recursos necessários para investir nas lavouras – o que está diretamente relacionado ao próximo item

2 … e com isso puderam aumentar o nível de investimento nas lavouras

O levantamento de campo e as conversas com produtores mostram que os produtores investiram bastante em tecnologia – seja em adubação, na seleção de variedades com boa genética ou no controle fitossanitário para reduzir os riscos com pragas e doenças. Em parte, isso foi possível porque os agricultores comercializaram uma parcela significativa da safra antecipadamente, garantindo um patamar de preços remunerador – garantindo, assim, os recursos necessários para as lavouras.

3. O calendário de plantio nunca foi tão bom

Em termos de calendário, tudo correu bem nesta temporada. O clima ajudou no período de plantio das lavouras de verão (soja), que ocorreu de forma antecipada, uniforme e sem sobressaltos (mesmo que depois tenha faltado chuva em algumas regiões). Com isso, a colheita começou antes do que costumeiramente acontece, abrindo espaço para a implantação da safrinha no calendário considerado ideal. No Médio-Norte e no Oeste do MT, praticamente não houve milho 2ª safra semeado em março, algo comum em outros anos, evitando que as lavouras se desenvolvessem nos períodos de maior risco climático.

4 … e o clima foi, de maneira geral, bastante favorável

Com o plantio adiantado, era preciso que as condições climáticas corressem dentro do esperado. O que, de fato, aconteceu: não faltou chuva para o milho safrinha nas regiões avaliadas pela Equipe 10 do Rally da Safra. Isso assegurou que as lavouras se desenvolvessem muito bem, com umidade mais do que suficiente nas fases críticas de pendoamento e de enchimento de grão e sem grandes perdas de potencial.

Os problemas desta temporada são isolados, justamente em locais onde choveu demais, causando eventuais alagamentos e ocorrência de grãos ardidos. As amostras de campo indicam que em algumas lavouras houve incidência de percevejos e de lagartas um pouco acima do esperado, em alguns casos.

Rally da Safra 2019 - Sinop/MT a Sorriso/MT

De 12 a 16 de maio, a Equipe 11 roda o Sudeste do Mato Grosso e o Sudoeste de Goiás. A última etapa desta edição do Rally vai a campo na primeira semana de junho, para rodar o Sul do Mato Grosso do Sul e o Paraná.

TODOS
NOTÍCIAS
DIÁRIO
PATROCINADORES:
APOIADORES: