Equipe 3
Como o clima seco e as temperaturas elevadas prejudicaram a soja precoce no Brasil nesta safra
08/fev/2019

A conclusão dos trabalhos de campo das três primeiras equipes do Rally da Safra dá uma boa ideia do que aconteceu com a soja precoce nesta temporada. A produtividade dessa parcela das lavouras ficou abaixo de 17/18, o que de certa forma frustrou a expectativa dos produtores.

A chuva mais irregular e as altas temperaturas em dezembro e janeiro – ocorreram veranicos em praticamente todas as principais regiões produtoras – prejudicaram o potencial produtivo da soja precoce, de acordo com as amostras e as entrevistas com produtores no Médio-Norte e no Oeste do MT, Sul do MS e Oeste e no Norte do PR, regiões percorridas pelas equipes 1 e a 2.

Não foi diferente a situação encontrada pela Equipe 3, que percorreu 8,5 mil quilômetros e coletou 180 amostras de campo de 28 de janeiro a 2 de fevereiro em mais três regiões: Norte do Mato Grosso do Sul (passando por municípios como São Gabriel do Oeste e Chapadão do Sul), Sudoeste de Goiás (Mineiros, Jataí e Rio Verde) e Sudeste do Mato Grosso (Primavera do Leste, Campo Verde, Rondonópolis e Pedra Preta). Em algumas áreas houve até 25 dias sem chuva em dezembro, com temperaturas muito altas. Essas condições limitaram o potencial da soja precoce, cuja colheita estava em andamento. No Sudoeste goiano e no sudeste mato-grossense ocorreram, além disso, veranicos de 7 a 8 dias em janeiro, prejudicando um pouco também a soja de ciclo médio.

De maneira geral, os produtores das regiões percorridas pela Equipe 3 executaram um bom trabalho de controle de pragas e doenças. Há um esforço no combate aos nematoides, reconhecidamente um problema nesta parte do país, com medidas como o aumento na palhada sobre o solo, uso de nematicidas e de produtos biológicos. Mesmo assim, o clima seco deixou mais evidentes os danos causados por essa praga.

De 4 de a 8 de fevereiro, a Equipe 4 voltou ao Oeste e ao Médio-Norte do Mato Grosso para as primeiras avaliações da soja de ciclo médio e tardio. As avaliações preliminares dos dados coletados na semana vão aprofundar ainda mais as análises sobre os efeitos do clima sobre a safra.

Rally da Safra 2019 – Campo Grande/MS a Jataí/GO

TODOS
NOTÍCIAS
DIÁRIO
PATROCINADORES:
APOIADORES: