Equipe 4
Nas lavouras de ciclo médio e tardio, há uma diferença entre o Oeste e o Médio-Norte do MT
07/fev/2018

A Equipe 4 do Rally da Safra continua dividida entre o Oeste e o Médio-Norte do Mato Grosso. As condições das lavouras de ciclo médio e tardio estão um pouco diferentes entre uma região e outra. No Oeste, as amostras de campo indicam que a safra continua igual ou superior à temporada passada, tanto em produtividade quanto em qualidade. O peso de grão é elevado, numa avaliação preliminar. Nesta mesma época do ano passado, o excesso de chuva sobre a região pegou uma parcela significativa da área de soja em ponto de colheita, reduzindo a qualidade e resultando num aumento no percentual de grãos ardidos. Hoje a situação é bem distinta. Chove com frequência, mas principalmente à noite – durante o dia, o sol abre, enxugando a umidade e permitindo o avanço da colheita.

No Médio-Norte, os produtores também estão aproveitando as janelas de tempo bom para colher – ainda que, em alguns casos, com umidade um pouco acima do desejável. Mas não há relatos de grãos ardidos. O tempo mais seco deve favorecer o prosseguimento do trabalho. As amostras de campo e as conversas com produtores ao longo do dia de ontem, 6 de fevereiro, reforçam a impressão de que o potencial das lavouras de ciclo médio e tardio é um pouco inferior ao das áreas precoces. A razão para isso pode estar relacionada a um veranico em janeiro.

O obstáculo ao aumento da produtividade da soja no Mato Grosso

Será que, mais uma vez, a produtividade mato-grossense encontrará dificuldades para superar a média em torno de 50 sacos a 52 sacos por hectare? Esse foi o assunto de uma conversa entre o coordenador do Rally da Safra com o consultor Cledson Pereira, o Cowboy, que atua no Médio-Norte do MT. Uma hipótese a considerar: talvez seja preciso aprimorar a estrutura do solo para que as lavouras possam suportar melhor os períodos de estiagem sem perder tanto potencial. No ano passado, condições climáticas muito próximas das ideais ajudaram a mascarar esse problema. Veja no vídeo.

Hoje, o grupo de técnicos que está no Oeste continua avaliando lavouras na região de Sapezal. Os demais integrantes da Equipe 4 têm Sorriso como destino.

Rally da Safra avalia a soja no Médio-Norte do Mato Grosso

TODOS
NOTÍCIAS
DIÁRIO
PATROCINADORES:
APOIADORES: