Equipe 11
Da Serra da Petrovina a Alto Garças, as lavouras estão em condições melhores do que no restante do Sudeste do MT
24/maio/2018

Ontem, 23 de maio, a equipe avaliou algumas das melhores lavouras desde o início da equipe, na segunda-feira. As áreas no trecho que vai da Serra da Petrovina a Alto Garças estão em melhores condições que as de Campo Verde, Jaciara e Rondonópolis, avaliadas na terça-feira. O estágio de desenvolvimento também é mais adiantado: cerca de 20% das lavouras estão secando no campo, e outros 10% estão muito próximos da colheita. Pelo caminho, alguns produtores relataram produtividade média na faixa de 140 a 150 sacas por hectare – menos do que o que foi colhido na safra passada, mas ainda assim um bom resultado.

Parte das lavouras da região sofreu um pouco com um período de seca de 20 a 30 dias em abril. No último final de semana, porém, voltou a chover, amenizando a situação. A equipe constatou a incidência de pragas – especialmente pulgões e lagartas – em parte das lavouras. Veja no vídeo de Fábio Carneiro, coordenador da Equipe 11 do Rally da Safra.

Na terça-feira, 22 de maio, a Equipe avaliou áreas em Campo Verde, Jaciara e Rondonópolis. Existem na região áreas ruins, que devem produzir em torno de 50 sacos por hectare, e outras excelentes, cujo rendimento pode se aproximar dos 150 sacos por hectare. Mas uma grande parcela das amostras se encontra na faixa de 80 a 100 sacos por hectare. Em Primavera do Leste as condições são um pouco piores.

Rally da Safra avalia safrinha de milho no MT e em GO

TODOS
NOTÍCIAS
DIÁRIO
PATROCINADORES:
APOIADORES: