Agroconsult
O que esperar da trégua entre China e Estados Unidos?
10/dez/2018

 

Os presidentes do Estados Unidos, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, anunciaram no sábado, 1º de dezembro, uma trégua de 90 dias na guerra comercial entre os dois países. A notícia foi divulgada após um jantar entre os dois chefes de estado, ao fim da reunião do G-20 em Buenos Aires.

É importante esclarecer: a guerra comercial ainda não acabou. A reação do mercado ao anúncio indica que, para muitos, uma solução para a disputa ficou mais próxima. Mas isso só começará a ficar mais claro nas próximas semanas. Não houve um comunicado oficial. Será preciso acompanhar os desdobramentos da trégua (como o volume de embarques de soja dos portos dos Estados Unidos para a China e os dados de comercialização), além de mais detalhes sobre os entendimentos entre americanos e chineses. O Brasil colheu, em 2018, benefícios imediatos com a guerra comercial. Mas nem todos os mercados se saíram da mesma forma: a soja ganhou vantagens e o milho foi prejudicado. Se Estados Unidos e China estiverem caminhando para um acordo, o Brasil deverá colher prejuízos imediatos.

 

 

 

TODOS
NOTÍCIAS
DIÁRIO
PATROCINADORES:
APOIADORES: