Equipe 6
Técnicos do Rally da Safra avaliam lavouras de soja de ciclo médio e tardio no Paraná
19/fev/2019

O Rally da Safra, principal expedição técnica privada sobre a safra de grãos no Brasil, chega às regiões Norte e Sudeste do Paraná nesta quarta-feira, dia 20 de fevereiro. Os técnicos avaliarão as lavouras em Londrina, Cornélio Procópio, Bandeirantes, Mauá da Serra, Tibagi, Castro e Ponta Grossa.  À noite, às 19h, será realizado evento gratuito para produtores no Bourbon Ponta Grossa Convention Hotel.

Depois, a expedição segue em direção ao Centro e Sudoeste do Estado para avaliar lavouras de soja de ciclo médio e tardio, nas regiões de Guarapuava, Laranjeiras do Sul e Pato Branco, finalizando a etapa em Chapecó (SC).

Organizado pela Agroconsult, o Rally da Safra deve percorrer mais de 100 mil quilômetros neste ano. A área avaliada pelos técnicos corresponde a 95% da produção de soja e 72% de milho no País. A previsão da produção brasileira de soja é de 117,6 milhões de toneladas (dados de janeiro). Uma nova previsão será divulgada pela Agroconsult na próxima quarta-feira, dia 20.

A Equipe 2 do Rally esteve, em janeiro, no Oeste e Norte do Paraná e constatou os efeitos do clima seco de novembro e dezembro. As lavouras mais precoces, semeadas em setembro, foram as mais afetadas pela falta de chuvas, como ocorreu em boa parte da área no Oeste, principalmente.

No Norte do Estado a soja precoce não foi plantada tão cedo quanto no Oeste e os problemas foram menos acentuados. Em relação à safra passada, a queda na produtividade no Paraná é estimada em 11,1%. Já a perspectiva de produção de soja aponta para 17,3 milhões de toneladas, com uma redução de 10% sobre o total colhido na safra passada, de 19,2 milhões de toneladas.

A expectativa do Rally, segundo Fabio Meneghin, um dos coordenadores da expedição e sócio analista da Agroconsult, é encontrar uma situação melhor nas lavouras de ciclo médio e tardio nas regiões do Paraná que serão avaliadas pela Equipe 6. Essas áreas, semeadas mais tarde, podem ter escapado dos piores efeitos da seca de novembro e dezembro.

No evento em Ponta Grossa o produtor terá informações sobre o mercado de grãos e as perspectivas climáticas para 2019. “Será um momento de debate, construção de conhecimento e de retribuirmos aos produtores todos os dados coletados em campo, além de uma oportunidade de reuni-los para troca de informações e interação com os técnicos das empresas patrocinadoras”, explica o coordenador do Rally.

Equipes do Rally da Safra em campo

Nesta 16ª edição do Rally serão 12 equipes em campo, das quais nove avaliarão as lavouras de soja até o mês de março. Outras três irão a campo entre maio e junho para verificar as áreas de milho segunda safra. O levantamento acontecerá nos 14 principais estados produtores: Mato Grosso, Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Maranhão, Piauí, Tocantins, Rondônia e Pará.

Além das avaliações em campo, a expedição fará dez eventos regionais e encontros com produtores para debater as condições da safra brasileira. A expedição estima percorrer mais de 100 mil quilômetros neste ano.

Os trabalhos em campo começaram com a Equipe 1 no dia 14 de janeiro em Sinop/MT. A Equipe 2 visitou as regiões Norte e Oeste do Paraná entre 21 e 23 de janeiro. Depois seguiu para o Mato Grosso do Sul cobrindo toda a região Sul até chegar em Campo Grande/MS, finalizando esta etapa no dia 26 de janeiro.

A Equipe 3 esteve em Goiás para fazer o levantamento no Sudoeste do Estado. A mesma equipe retornou para o Mato Grosso nos dias 31 de janeiro, 01 e 02 de fevereiro para analisar as lavouras na região Sudeste do Estado.

Os técnicos da Equipe 4 retornaram ao Mato Grosso entre os dias 04 e 08 de fevereiro. Os técnicos visitaram as regiões do Médio-Norte (Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso) e Oeste (Campo Novo do Parecis, Sapezal),  avaliando as lavouras de ciclo médio/tardio e finalizaram essa etapa em Rondônia.

Entre os dias 11 e 14 de fevereiro, a Equipe 5 esteve no Nordeste do Mato Grosso, finalizando o levantamento de soja no Estado e seguindo até o Pará.

O Tocantins receberá a Equipe 7 nos dias 23 e 24 de fevereiro. Entre 25 e 28 de fevereiro, os técnicos estarão em Minas Gerais e Goiás.

A Equipe 8 avaliará lavouras de soja no Nordeste e Norte do Brasil avaliando lavouras nas regiões do Oeste da Bahia, Sul do Piauí, Maranhão e Tocantins entre os dias 11 e 16 de março.

A expedição permanecerá no Sul até de 18 a 23 de março com a Equipe 9 visitando áreas no Oeste de Santa Catarina e nas regiões do Planalto e Missões do Rio Grande do Sul.

Nesta edição, outras três equipes avaliarão o milho segunda safra entre os dias 06 de maio e 07 de junho no Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul e Paraná.

Organizado pela Agroconsult, o Rally da Safra 2019 chega à 16ª edição com patrocínio do Banco Santander, FMC, Corteva Agriscience, OCP, VLI, Amarok / Volkswagen,  com apoio da FIESP, Fundação Agrisus e WebMotors.

O trabalho das equipes e o roteiro completo da expedição poderão ser acompanhados pelo site www.rallydasafra.com.br, com informações atualizadas diariamente no www.twitter.com/RallydaSafra e www.facebook.com.br/RallydaSafra

Serviço:

Rally da Safra em Ponta Grossa/PR

Quando: 20/02/2019, às 19h.

Onde: Bourbon Ponta Grossa Convention Hotel – Dr Jacob Holzmann, 219 – Olarias.

Inscrições: http://rallydasafra.rds.land/pontagrossa2019

TODOS
NOTÍCIAS
DIÁRIO
PATROCINADORES:
APOIADORES: