Reuters
Agroconsult revisa segunda safra de milho 2019/20 para 74,1 milhões de toneladas
04/ago/2020

Por Roberto Samora – Reuters

As avaliações sobre a próxima temporada ocorrem enquanto produtores estão em plena colheita da segunda safra 2019/20 de milho, com os trabalhos avançando bem em agosto após um atraso neste ano, o que explica também uma maior lentidão nas exportações neste início de segundo semestre.

A produção foi estimada em 74,1 milhões de toneladas, ante 76,4 milhões no ano passado, após uma seca ter atingido lavouras no Paraná e Mato Grosso do Sul.

Para a chamada “safrinha” do ano que vem, que responde pela maior parte da produção brasileira do cereal, a projeção é de um aumento de 5% na área plantada, para 13,9 milhões de hectares, com a produção podendo alcançar um recorde de 81,9 milhões de toneladas.

A Agroconsult prevê uma estabilidade no plantio da próxima primeira safra de milho, em 5,1 milhões de hectares, com a produção subindo de 27,1 milhões para 28,4 milhões de toneladas.

“É na segunda safra que aparece o bom momento do milho, onde tem mais contratos para exportação, na qual o produtor tem condições de fazer mais vendas antecipadas”, disse o analista, lembrando ainda que o produto tem sido disputado em Mato Grosso pelas indústrias de carnes e de etanol.

Entre fevereiro de 2020 e janeiro de 2021, as exportações brasileiras do cereal são estimadas em 34,6 milhões de toneladas, versus mais de 40 milhões no ciclo anterior.

A produção total de milho do Brasil em 2020/21 poderia subir para históricas 110,3 milhões de toneladas, ante 101,2 milhões em 19/20 e 102,5 milhões em 18/19, segundo dados da Agroconsult.

TODOS
NOTÍCIAS
DIÁRIO
PATROCINADORES:
APOIADORES: