Com replantio recorde no estado e baixa produtividade da soja, Mato Grosso recebe técnicos do Rally da Safra

Duas equipes técnicas do Rally da Safra estarão no Sudeste do Mato Grosso a partir do próximo sábado, dia 27, para avaliar lavouras de soja, saindo de Cuiabá para percorrer as regiões de Campo Verde, Primavera do Leste, Paranatinga, Campo Verde e Rondonópolis. Os trabalhos em campo no estado começaram no último dia 12, com os técnicos verificando as condições das áreas de soja precoce nas regiões Oeste e, também, na região da BR 163.

O baixo volume de chuvas, aliado às altas temperaturas em outubro e dezembro do ano passado, acarretou perdas de estande e abortamento de vagens, afetando seriamente as lavouras mato-grossenses mais precoces. O clima favoreceu também a incidência de pragas. A produtividade média pré-rally no estado, estimada pela Agroconsult, organizadora do Rally da Safra, é de 52,5 sacas por hectare (contra 63,8 sacas por hectare na safra passada).

O replantio no estado é recorde e ultrapassa 1 milhão de hectares (8,5% da área). “O replantio acaba gerando prejuízo não apenas à safra de soja, pois incorre em novos custos e parte de um potencial produtivo menor, como também à segunda safra de milho, pois compromete a janela ideal para a semeadura”, explica o coordenador da expedição, André Debastiani”

As lavouras que estão sendo colhidas agora são as piores e as mais afetadas pela seca. As áreas com variedades de ciclo médio e tardio, apesar de também terem sofrido, apresentam melhores condições, pois receberam chuvas após a segunda quinzena de dezembro. O receio agora recai sobre o possível excesso de chuvas durante a colheita nas próximas semanas”, diz Debastiani.

Após deixarem o Mato Grosso, os técnicos seguirão para o Norte do Mato Grosso do Sul e Sudoeste de Goiás, encerrando os trabalhos em 02 de fevereiro. No Oeste do estado, a equipe já avaliou a soja nas regiões de Campo Novo do Parecis, Sapezal e Campos de Júlio. Já na região da BR 163, os técnicos deixaram Cuiabá sentido Nova Mutum, visitando áreas em Lucas do Rio Verde, Sorriso e Sinop. Ambas as regiões receberão novamente as equipes em fevereiro para verificar as áreas mais tardias.

Rally da Safra tem patrocínio do Santander, OCP Brasil, BASF, Credenz, Soytech, Biotrop, Serasa Experian e JDT Seguros. As áreas visitadas respondem por 97% da área de produção de soja e 72% da área de milho.

Mais de 80 mil quilômetros serão percorridos em 13 estados (MT, RO, GO, MG, MS, PR, SC, SP, RS, MA, PI, TO e BA) para avaliar as condições das áreas de soja durante as fases de desenvolvimento das lavouras e de colheita até 24 de março. Outras seis equipes avaliarão as lavouras de milho segunda safra em maio e junho.  Entre os meses de abril e maio, técnicos da Agroconsult e das empresas e marcas patrocinadoras visitarão produtores rurais nas regiões da BR-163, no Mato Grosso, no Sudoeste de Goiás, no Planalto do Rio Grande do Sul e Oeste do Paraná. No mesmo período serão realizados eventos técnicos em Não-Me-Toque (RS), Cascavel (PR), Rio Verde (GO) e Luís Eduardo Magalhães (BA).

Nesta edição, o Rally estará presente ainda nos principais eventos do agronegócio: Show Rural, em Cascavel (PR); ExpoDireto, em Não-Me-Toque (RS); Show Safra, em Lucas do Rio Verde (MT), e Tecnoshow Comigo, em Rio Verde (GO).

O trabalho das equipes e o roteiro completo da expedição poderão ser acompanhados pelo http://bit.ly/RallyRedesSociais

Rolar para cima