Ministério eleva previsão para valor da produção
17/mar/2020

Ministério eleva previsão para valor da produção

Publicado originalmente: Valor Econômico

A melhora das perspectivas para produtos como soja, milho, cana e bovinos, mesmo em meio às incertezas provocadas pelo avanço do coronavírus em diversos países, inclusive no Brasil, levou o Ministério da Agricultura a elevar sua estimativa para o valor bruto da produção (VBP) agropecuária no país em 2020. Segundo levantamento recém-concluído, a Pasta passou a calcular o VBP do setor em R$ 683,2 bilhões, montante recorde, R$ 9,1 bilhões maior que o previsto em fevereiro e 8,2% superior ao de 2019.

Para o conjunto formado pelas 21 principais lavouras do país, a Pasta agora prevê VBP de R$ 448,4 bilhões, um aumento de 8,9% ante o ano passado. Em janeiro, a projeção era que o valor chegaria a 437,9 bilhões. Pesaram para o avanço correções para cima nos cenários desenhados sobretudo para soja e milho, por causa de colheitas maiores que as esperadas e da valorizações das cotações, e para cana, em virtude da alta de preços do açúcar.

Para a soja, carro-chefe do agronegócio nacional, o ministério passou a calcular VBP recorde de R$ 160,2 bilhões em 2020, incremento de 15,5% em relação a 2019. No caso do milho, o valor previsto aumentou para R$ 73,8 bilhões, 15,2% maior que o do ano passado. Já o VBP da cana foi revisto para R$ 61,2 bilhões, alta de 3% na comparação anual.

Para as cinco principais cadeias da pecuária, em contrapartida, o ministério voltou a reduzir sua estimativa, para R$ 234,8 bilhões – R$ 1,3 bilhão a menos que o projetado no mês passado- mas ainda um avanço de 6,7% em relação ao ano passado. Para os bovinos, contudo, a conta melhorou. A Pasta agora prevê R$ 100,5 bilhões para essa cadeia, 13,4% acima do número de 2019. Para o frango, porém, a estimativa caiu para R$ 66 bilhões, um leve aumento de 0,9% ante 2019.

TODOS
NOTÍCIAS
DIÁRIO
PATROCINADORES:
APOIADORES: