Portal DBO
Rally da Safra faz recorte da soja na pecuária
01/abr/2020

Texto por Vera Ondei

A Agroconsult apresentou na tarde de hoje, 31 de março, o resultado do Rally da Safra 2020, o maior monitoramento da produção das lavouras do País. O Brasil está fechando uma safra de soja da ordem de 123,5 milhões de toneladas, em meio às incertezas provocadas pelo novo coronavírus (Covid-19). O volume é o maior da história. O recorde anterior estava com a safra 2017-2018, com 1,5 milhão de toneladas abaixo do índice atual.

De acordo com Fábio Meneghim, analista e sócio-diretor da Agroconsult, entre as incertezas a serem enfrentadas está o real cenário decorrente da redução do Produto Interno Bruto (PIB) global. “Com certeza, vai impactar numa menor renda per capita. E num menor consumo de bens duráveis e proteínas”, diz ele. “Olhando para o item alimentação, carnes é um ponto que pode ser reduzido. E carne demanda a indústria de rações, ou seja, entra a soja e o milho.”

Meneghim afirma que, no caso do Brasil, a consultoria trabalhava com uma projeção de crescimento do PIB da ordem de 3,1%.  “Agora, trabalhamos com uma recessão de -0,1%”, diz ele. “Uma das incertezas  é que não temos certeza que a queda para por aí. Pode ser maior, com o avanço da pandemia e do petróleo.” No caso do combustível, Meneghim se refere ao Black (oil) Swan, a disputa entre a Rússia e a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), para baixarem a produção global.  A Opep detém 75% das reservas e cerca de 50% das exportações globais.

CARNES DO MUNDO

No mundo, cerca de 80% da soja esmagada pela agroindústria são destinadas à ração animal, especialmente bovinos, suínos e frango, e 20% são para a produção de óleo.  A estimativa global de produção de soja para a safra 2019/2020 é de 337,7 milhões de toneladas, volume abaixo da safra anterior. “Veja que os Estados Unidos estão indo para o epicentro da pandemia e é a principal economia mundial”, diz Meneghim. “A China é muito importante para o Brasil, por demandar muita matéria-prima, mas os Estados Unidos é a maior economia do mundo.”

A produção global de carne bovina, segundo as previsões do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (Usda), era de 61,6 milhões de toneladas em equivalente carcaça, para 2020. Praticamente o mesmo volume do ano anterior. Desse total, a previsão para o Brasil é de 12,5 milhões de toneladas.

TODOS
NOTÍCIAS
DIÁRIO
PATROCINADORES:
APOIADORES: