Vendas de etanol caíram 8% na 1ª quinzena de fevereiro, diz Unica
02/mar/2020

Vendas de etanol caíram 8% na 1ª quinzena de fevereiro, diz Unica

Publicado originalmente: Valor Econômico

As vendas de etanol a partir das usinas do Centro-Sul recuaram na primeira quinzena de fevereiro, puxadas pela redução das vendas de etanol hidratado (que abastece diretamente os tanques) no mercado interno.

De acordo com a União das Indústrias de Cana-de-Açúcar (Unica), as usinas venderam 1,247 bilhão de litros de etanol na primeira metade do mês, queda de 8,2% ante o mesmo período do ano passado.

No mercado interno, as vendas de etanol hidratado ficaram 13,7% abaixo do patamar da primeira metade de fevereiro de 2019 e somaram 802,2 milhões de litros. Já as vendas de etanol anidro tiveram crescimento de 12,8% no mesmo período, para 393,8 milhões de litros.

A diminuição das vendas de hidratado ocorreu na esteira da redução da diferença de preços entre o biocombustível e a gasolina nas últimas semanas.

Em São Paulo, o preço do etanol hidratado nas bombas nas duas primeiras semanas de fevereiro ficaram entre 69,4% e 69,9% do valor da gasolina, mais próximo da paridade técnica de 70% (para a média da frota flex brasileira), de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Ainda segundo a Unica, também houve forte queda nas vendas para o mercado externo na primeira metade de fevereiro. No total, foram vendidas ao exterior 21,3 milhões de litros, redução de 55,2%.

Na primeira quinzena de fevereiro, a produção de etanol do Centro-Sul cresceu 62% graças ao aumento da fabricação de etanol a partir de milho, para 98,83 milhões de litros, de acordo com a Unica.

Apenas a produção a partir do cereal alcançou 93,42 milhões de litros na última quinzena desta safra (2019/20), ante 61,31 milhões de litros no mesmo período da temporada passada.

A produção de etanol e açúcar a partir de moagem de cana no período foi praticamente nula. Operaram durante a última quinzena apenas cinco usinas de cana e 11 com milho, das quais três utilizam apenas o grão como matéria-prima.

O número da produção de etanol a partir da cana inclui ainda os volumes de reprocessamento de etanol anidro (para misturar à gasolina) e hidratado (para vender diretamente nas bombas). Segundo a Unica, foram convertidos 37 milhões de litros de anidro para hidratado e outros 14 milhões de litros de hidratado para anidro.

“Além da produção, reprocesso e estoque, estatísticas preliminares de acompanhamento dos desembarques indicam ainda a importação de 200 milhões de litros em fevereiro, complementando a oferta do biocombustível durante essa entressafra que está em equilíbrio com o nível de demanda atual”, disse Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da Unica, em nota.

TODOS
NOTÍCIAS
DIÁRIO
PATROCINADORES:
APOIADORES: